Por meio da Secretaria de Estado Extraordinária de Desenvolvimento Integrado e Fóruns Regionais (Seedif) o Governo de Minas Gerais homologou, nesta terça-feira (04/12), termo de permissão de uso de equipamentos para o fortalecimento de Arranjos Produtivos Locais (APL’s) no estado. A permissão de uso é fruto do Programa de Apoio a Competividade dos Arranjos Produtivos Locais de Minas Gerais celebrado entre a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais (SEDE) e o Instituto Euvaldo Lodi (IEL).

O acordo firmado transfere, às unidades contempladas, a posse dos bens adquiridos no âmbito do citado Programa. Os APL’s participes da iniciativa foram o setor de biotecnologia na RMBH (Região Metropolitana de Belo Horizonte), calçados em Nova Serrana, eletroeletrônica em Santa Rita do Sapucaí, fruticultura na região do Jaíba, fundição em Divinópolis, móveis em Ubá e bolsas e calçados na RMBH. A iniciativa é uma parceria entre o Banco Interamericano de Desenvolvimento, o Governo do Estado, o Sistema FIEMG e o SEBRAE-MG.

São 219 itens, entre impressoras 3D, máquinas avançadas de design de produtos, equipamentos de teste e outros, no valor de R$ 4.508.759,66. “É importante estar sempre próximo do Governo de Minas Gerais porque essas frentes de iniciativas que envolvem a política de apoio APL tem um grande valor, tendo em vista a competividade nacional destes polos produtivos”, afirma Gustavo Macena, superintendente do IEL.